Como investir no Tesouro Direto (2)

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Como investir no Tesouro Direto (2)

Agora em 28.02.2017 o Tesouro Direto oferece dez títulos distintos para compra:

  • Tesouro IPCA+, com datas de vencimento em 2024, 2035 e 2045;
  • Tesouro IPCA+, com juros semestrais e datas de vencimento em 2026, 2035 e 2050;
  • Tesouro Prefixado, com datas de vencimento em 2020 e 2023;
  • Tesouro Prefixado, com pagamento de juros semestrais e vencimento em 2027 e
  • Tesouro Selic, com vencimento em 2023.

A tabela a seguir foi extraída do sítio do Tesouro Direto.


 
O Tesouro IPCA+ apresenta como rendimento a taxa de juros disposta na 3a coluna da tabela juntamente com a variação do IPCA+, trazendo desta forma proteção do investimento em relação à inflação.

O grupo do Tesouro IPCA+ com juros semestrais se distingue do anterior pelos pagamentos semestrais de juros, sobre os quais incidirão a cobrança de IR.

O Tesouro Prefixado, em função de suas data de vencimento, terá como rendimento o valor constante da 3a coluna, cabendo ao Tesouro Prefixado 2027, o pagamento de juros a cada 6 meses.

O Tesouro Selic 2023 terá como rendimento o valor fixado na tabela (0,06) juntamente com a variação da taxa Selic.

Para todos os títulos o valor mínimo de compra é 1% do seu preço (coluna 4), desde que esse valor seja ao menos 30 reais.  Ou seja, é possível investir em qualquer título desembolsando uma quantia entre 30 e 86 reais (1% aproximadamente do título de maior preço).

Quanto a dúvida sobre qual título comprar, a página do Tesouro Direto  preparou um breve questionário de orientação financeira visando a auxiliar os investidores.   

Cumpre ressaltar que a compra de um determinado tipo de TD não exclui a compra de outro tipo para um propósito distinto.

Por exemplo, é possível investir no Tesouro Direto IPCA+ 2035, pensando na aposentadoria e se protegendo da inflação do período,  e, ao mesmo tempo, investir no Tesouro Direto Selic 2023, como um fundo de emergência para eventualidades.

Importante:
Evite investir no Tesouro Direto por meio de grandes bancos como tesouro direto BB, Itaú, Bradesco, HSBC ou Santander, pois os mesmos cobram taxas, enquanto algumas corretoras cobram taxa zero em investimentos de renda fixa.

As taxas cobradas:
  • BANCO DO BRASIL 0,50%
  • BRADESCO 0,50%
  • SANTANDER 0,40%
  • HSBC 0,40%
  • ITAÚ 0,45%


Leia também:

Montando uma reserva de emergência
Montando uma Carteira de Investimentos
Simulando a rentabilidade do Tesouro Direto
Investindo no Tesouro Direto

Nenhum comentário:

Postar um comentário