Abril 2017

sábado, 29 de abril de 2017

Tesouro Direto, perdendo dinheiro com BB, Itaú ou Bradesco?

Se você começou a investir no Tesouro Direto pelo seu próprio banco, seja ele o BB, Itaú, HSBC, Caixa, Bradesco ou Santander, você está perdendo dinheiro.



As taxas cobradas pelos grandes bancos em aplicações no Tesouro Direto corroem a rentabilidade do investimento, não sendo desprezíveis como podem parecer.


O Tesouro Direto é um programa do Tesouro Nacional de venda de títulos públicos para pessoas físicas por meio da internet. Oferecendo boa rentabilidade e liquidez, o Tesouro Direto é a aplicação mais segura do mercado.

O Tesouro Nacional emite os títulos, a BM&FBovespa os guarda, já o Banco ou Corretora transfere os valores e os títulos. Quando você compra títulos do Tesouro, eles ficam guardados em seu nome, seja a compra feita por meio de um grande banco conhecido, como o Banco do Brasil, Bradesco ou Itaú, seja a compra realizada por intermédio de corretoras como a XP, Easynvest ou Clear.

A segurança da aplicação é a mesma.  Se a corretora quebrar, nada acontece com os seus títulos, os quais estão guardados em seu nome.

Das taxas: 


Sobre o rendimento do Tesouro Direto incidem os impostos IOF, de forma decrescente nos 30 dias após a compra, e IR, decaindo de 22,5% a 15% em dois anos.  Para escapar do IOF é preciso deixar o dinheiro aplicado por mais de um mês. Para pagar a menor faixa de IR é preciso deixar os títulos quietos por mais de dois anos.

Existe ainda a taxa de custódia de 0,3% a.a cobrada pela BM&FBovespa.
Do IR e da taxa de custódia não dá pra fugir.
Mas da Taxa de Administração cobrada pelos grandes bancos é possível escapar, uma vez que há corretoras que fazem o mesmo trabalho que os grandes bancos, em se tratando do Tesouro Direto, sem cobrar taxa.


Mas do quanto estamos falando?

Os grandes bancos estão cobrando em torno de 0,50% a.a. a título de taxa de administração (vide página do TD)


OK. Mas o quanto isso pesa no investimento afinal?

Ótima pergunta.  O post está sendo escrito para respondê-la.
Vamos simular (*) uma aplicação de dez mil reais no Tesouro Direto IPCA+ 2035, a ser sacada ao final do prazo, feita por meio do Banco do Brasil, com sua taxa de administração de 0,50% ao ano (quadro 1). 

E faremos outra simulação considerando a taxa de administração sendo igual a zero (quadro 2).


Simulação aplicação no Tesouro Direto Banco do Brasil
Aplicação Tesouro Direto via BB
Quadro 1


Simulação aplicação no Tesouro Direto sem taxa de adm. 
Investir no Tesouro Direto sem taxa de administração
Quadro 2

Investindo no Tesouro Direto com o Banco do Brasil, você vai levar para casa 49 mil reais. Usando uma corretora, sem taxa de administração, serão 52 mil reais.  No final das contas a simulação 1 apresentou rendimento de 39 mil reais, a simulação 2 rendeu 42 mil.  Uma diferença de quase 10%.

Se a simulação fosse com 100 mil reais, lá na frente seriam 30 mil reais de diferença entre contar com os préstimos do Banco do Brasil em vez de uma corretora que isenta as taxas em renda fixa.


E agora? 

Agora que sei que eu não precisaria estar pagando para investir no Tesouro Direto a taxa de administração que meu banco me cobra, o que fazer?

Faça a portabilidade dos títulos do Tesouro Direto: é possível transferir os títulos de uma agente de custódia para outro sem necessidade de resgatá-los. Você se cadastra no novo agente de custódia e solicita a transferência ao agente antigo, sem custo e sem cobrança de Imposto de Renda.

Veja aqui como escolher uma corretora.


Deixando de pagar taxas desnecessárias, você está aumentando a rentabilidade de seu investimento.

(*) Para quem quiser repetir o experimento, a simulação contou com os seguintes parâmetros:
  1. Título: Tesouro Direto IPCA+.
  2. Data da Compra: 02/05/2017.
  3. Data do Vencimento: 15/05/2035.
  4. Valor Investido: R$10.000,00.
  5. Taxa do papel na compra: 5,40% a.a.
  6. Taxa da administração do banco/corretora: 0,50% a.a e 0%.
  7. Taxa da inflação ao ano: 5,00%

terça-feira, 25 de abril de 2017

NFS-e e o crédito de parte do ISS

Peça a sua nota fiscal eletrônica (NFS-e).  Além de contribuir com a arrecadação do seu município, é possível receber o retorno de parte do tributo pago. 

 

Nota Carioca

 

A Secretaria Municipal de Fazenda do Rio de Janeiro implantou um serviço de nota fiscal eletrônica (NFS-e) visando substituir as antigas notas fiscais impressas.

A cada vez que a Nota Carioca é gerada em nome de um contribuinte, 10% do valor do imposto é creditado em nome do próprio.  Esses valores creditados podem ser usados para abater o IPTU de um imóvel indicado ou podem ser transferidos para a conta corrente de quem pagou pelos serviços da Nota.

Mas como colocar a mão nesse dinheiro?

  1.  Acesse o sítio da notacarioca.rio.gov.br e se cadastre;
  2.  Inclua o imóvel (não precisa ser seu) ou as informações de conta corrente de sua titularidade;
  3.  A cada 25 reais creditados é possível fazer a transferência.
  
Detalhe importante:  Esses créditos expiram num prazo entre 2 e 3 anos.

Para quem não vive na cidade maravilhosa é preciso checar programa correspondente com a secretaria de fazenda de seu município.

Leia também:

Montando uma Carteira de Investimentos
Como arrumar suas finanças, primeiros passos
Fintechs e rentabilidades de até 26% ao ano 
Simulando a rentabilidade do Tesouro Direto
Investindo no Tesouro Direto

 

domingo, 16 de abril de 2017

Como buscar o equilíbrio financeiro, primeiros passos

Se você perdeu o seu equilíbrio financeiro, vive no vermelho, sustentando bancos, sempre no cheque especial, perdendo dinheiro para toda a sorte de credores (academias, lojas, operadoras de celular, restaurantes, mercearias etc), e quer mudar sua realidade por saber que poderia estar economizando e investindo, em vez de seguir endividado, siga a leitura.




Se você quer mudar, buscar um equilíbrio financeiro, é preciso ter disciplina, passando a agir de forma racional e não por impulso.

 

Vivemos numa sociedade consumista, onde "gasta-se o que não se tem, comprando o que não se precisa para impressionar pessoas das quais não se gosta".


Do wikipidia:

Consumismo refere-se a um modo de vida orientado por uma crescente propensão ao consumo de bens ou serviços, em geral supérfluos, em razão do seu significado simbólico (prazer, sucesso, felicidade), frequentemente atribuído pelos meios de comunicação de massa.

Para mudar, o primeiro passo é estabelecer uma nova programação cerebral. É definir melhores critérios para se verificar o que é realmente necessário e não supérfluo.  É saber distinguir o que são realmente os nossos desejos dos desejos que nos são incutidos.

Com relação ao que for realmente necessário se adquirir, é preciso estabelecer estratégias de compra. Mas antes é necessário saber se cabe no orçamento. 


Peraí! Orçamento? Como assim?


É fundamental saber seus gastos atuais e procurar prever os gastos futuros ! Não se gerencia o que não se mede. O quanto estou gastando com supermercado, farmácia, com os estudos, luz, gás, telefone, restaurantes, internet, celular, com o carro, prestações, assinaturas, etc, o que eu estou pagando esse mês ? É pouco ? É muito ? Vou estourar a conta e entrar no cheque especial ? Não tem jeito !


Anote os gastos!


Tem que se anotar tudo o que se gasta, tem que se acompanhar esses gastos, na ponta do lápis. Para então começar a racionalizá-los. Para saber em que eu posso gastar menos eu preciso antes saber o quanto eu estou gastando e no que.

Anote todas as despesas, dê valor ao que você ganha racionalizando seus gasto.

Com as despesas anotadas mês a mês, já é possível começar antever quais são as despesas recorrentes e a ordem de grandeza destas. Agora já começamos a ter um esboço de orçamento, já podemos avaliar minimamente o que vai caber nesse mês e o que deve ficar para o próximo.


Prioridade em quitar dívidas!


Agora, e as dívidas ? O ideal é quitá-las o quanto antes e reduzir o pagamento dos juros abusivos.
Não adianta investir em algo a 1% ao mês, com uma dívida que está cobrando 10% de juros.
Com os gastos já anotados, sendo acompanhados no detalhe, e com o objetivo em mente de se quitar as dívidas o quanto antes, para depois começar a economizar e investir, é hora de iniciar os trabalhos de redução das despesas, trazendo todo o ganho obtido para auxiliar no abatimento das dívidas.


Algumas dicas:


1) Pare de achar que uma eventual economia aqui ou ali seria tão irrelevante a ponto de não fazê-la. Não despreze qualquer economia possível, pequenos gastos recorrentes evitados se somam a outros e geram boas economias.  O equilíbrio financeiro passa necessariamente por essas verificações.


2) Seja muito criterioso antes de contrair novas dívidas. Corte os supérfluos. Evite comprar por impulso. A meta maior é o chegar ao equilíbrio financeiro.

3) Corte as despesas mensais desnecessárias e que seguem existindo somente por desleixo ou inércia, é preciso mesmo seguir com a assinatura daquele jornal ou revista que você mal tem tempo de ler ? Não posso fazer um downgrade no plano de celular ou partir para uma operadora com um plano mais em conta ? Pra que pagar pela academia que eu nunca vou ?

4) Verifique o que você anda pagando a título de tarifas, pacote ou cesta de serviços nos bancos. Verifique tudo o que o banco está te cobrando. Se estiver pagando algo, veja com carinho a possibilidade de partir para uma conta digital ou para uma conta de serviços essenciais. Essas duas modalidades de conta não cobram por pacote de serviços.

Veja aqui a Conta Digital sem taxas do Banco Intermedium

5) Pagando anuidade do cartão de crédito ? Parta para um cartão de crédito sem cobrança de anuidade!  Nubank e Digio são opções.

6) As despesas com alimentação sempre podem ser melhor trabalhadas. Se planeje para compras mensais, minimizando as idas ao super prático mercadinho da esquina que cobra tudo 50% mais caro.


Mais dicas:


7) Gastos excessivos com transporte ? Avalie alternativas, carona solidária, transporte público etc.

8) Precisa comprar algo parcelado ? Por que não inverter essa lógica ? Se programe para juntar o dinheiro antes e então negocie um bom desconto à vista. Se não conseguir o desconto, parcele, aplique o dinheiro no Tesouro Selic e vá pagando mês a mês tirando de lá o dinheiro.  A busca pelo equilibro financeiro as vezes passa por fazer as coisas de modo diferente do usual.

9) Estabeleça tetos para os diferentes gastos (não passarei de tantos reais nesse mês com restaurantes, reduzirei o uso do telefone), se proponha metas factíveis, metas intermediárias que, quando atingidas, darão mais ânimo para seguir em frente mantendo a disciplina.


10) Monte um fundo de emergência, uma aplicação com liquidez imediata para imprevistos. Pode ser Tesouro Selic ou algum fundo DI, por exemplo.

11) Quanto a dívidas maiores como um financiamento da casa ou do carro, procure renegociá-la com seu credor. Não sendo bem sucedido nesta tentativa, verifique a possibilidade de se realizar a chamada portabilidade de crédito. É possível que outra instituição financeira cobre juros menores para você. Nesse caso, a nova instituição quita a sua dívida na instituição credora original, e você passa a dever para esta a juros menores.


Cuidado com cheque especial e cartão de crédito!


12) Se você tem dívida no cheque especial (juros na casa dos 300% a.a. !!!) ou no cartão de crédito (juros na casa de 400% ao ano !!!), e não possui recursos para quitá-las, uma possível solução seria buscar uma outra linha de crédito (consignado, antecipação do 13o ou da restituição do imposto de renda, crédito pessoal, refinanciamento do imóvel etc) menos absurdamente cara, e trocar a dívida.

Suponha que você deva dez mil reais no crédito rotativo do cartão (com uma taxa de 16,30% ao mês) e possa pagar mil e quinhentos reais por mês, você precisará pagar 18 parcelas, desembolsando ao final mais de 27 mil reais. 

Fazendo um crédito consignado (2,19% ao mês), seriam necessárias 7,1 parcelas, pagando no fim dez mil e seiscentos reais. No crédito pessoal (7,60% a.m.), seria preciso 8,7 parcelas, perfazendo 13mil reais ao término da divida. Cheque especial e cartão de crédito, quando mal utilizados, estão entre os maiores ofensores do equilíbrio financeiro das pessoas.

Na tabela abaixo temos a modalidade de crédito, o custo efetivo total (juros + taxas) mensal e anual do financiamento e o custo total do empréstimo.
Juros credito pessoal



Uma taxa de 500% a.a. é quase 50 vezes maior que uma boa taxa de rentabilidade do Tesouro direto.


Enfim, trabalhe, com rigor e disciplina, para (re) conquistar o controle de suas finanças, seu equilíbrio financeiro e sua paz de espírito.

Peço um Uber, Cabify, Easytaxi ou 99Taxis?

Descobrir se é o Uber, o Cabify, o EasyTaxi ou o 99Taxis que está fazendo a corrida mais barata ficou mais fácil.

 

Aplicativo facilita a escolha entre o Uber e seus concorrentes, levando em consideração o tempo de espera e o preço estimado da corrida.


Para pedir um carro para uma corrida, eu levo em consideração 3 fatores: preço, preço e preço. Hoje em dia, com a tarifa dinâmica de um, as promoções dos outros, saber de antemão qual será o serviço mais barato dá um pouco de trabalho. Digo, dava.

Era um tal de entrar em três ou quatro aplicativos, selecionar as mesmas origens e destinos três ou quatro vezes, e comparar os preços, considerando também a previsão do tempo de espera, tendo que decorar os valores apresentados e fazendo as trocas de telas entre as aplicações no celular.

Eu fazia assim até descobrir esse aplicativo que atendeu as minhas preces, o VAH, disponível para iphone e android.

Modo de uso:
  1. Baixe o aplicativo,
  2. Abra o aplicativo,
  3. Selecione origem,
  4. Selecione destino.

Pronto.  A partir disso, são listadas as opções de transporte, em ordem crescente de valor, com o tempo de espera, informando ainda a existência de promoções e como acioná-las.

Para usar o aplicativo, gratuito, não é preciso fazer aqueles cadastros malas nem se logar.  Mais um ponto pro VAH.

Uma vez escolhida a opção, é só clicar nela que o aplicativo responsável pela corrida abrirá com as informações de origem e destino já preenchidas.

Enfim, simples e eficiente.

A tela abaixo é de uma pesquisa de corrida do Shopping da Gávea ao Hospital do Fundão

aplicativo vah para comparar taxis e serviços similares ao uber



Resumo executivo:
  • Baixe o vah,
  • Peça o carro por ele.


P.S. Não tenho ligação nenhuma com o aplicativo, só acho que vale compartilhar boas idéias. 


Veja também:

Montando uma Carteira de Investimentos 
Rentabilidade até  26% a.a.? Onde?
Investindo com Robôs? Vale a pena?
Rentabilidades 

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Buscadores de investimento que são uma mão na roda

Qual o CDB hoje de maior rentabilidade? Qual a Letra de Câmbio que está pagando mais? Os chamados buscadores de investimentos nos ajudam com essas respostas.


As fintechs, empresas que prestam serviços financeiros fazendo uso intensivo de tecnologia, estão começando a fazer barulho em setores como o de pagamentos (Nubank), empréstimos ponto-a-ponto (Biva, Nexoos) e de investimentos automatizados, com seus robôs-assessores (Magnetis, Vérios).  


Mas quais são as fintechs candidatas a se tornarem o booking.com ou o tripadvisor do mundo dos investimentos?

yubb aplicativo

O yubb busca os melhores investimentos a partir de um valor inicial de aplicação e um prazo escolhidos pelo usuário.  As faixas de prazo disponíveis para seleção variam de menos de 6 meses até mais de 3 anos.

Uma vez inseridos o valor e o prazo, a plataforma yubb apresenta os investimentos disponíveis com sua Expectativa de Retorno, Rentabilidade Bruta, Investimento mínimo, Data de resgate, Corretora e Entidade emissora.

Pesquisando uma aplicação inicial de R$10.000,00, com prazo superior a 3 anos, obtém-se 347 investimentos disponíveis, como CDB a 119% do CDI emitido pelo Banco Máxima e comercializado pela Easynvest e o CDB IPCA + 6,8% (banco Fibra e corretora Ativa).

Ainda é possível aplicar uma série de filtros, sendo possível escolher novo prazo, selecionar corretoras, órgãos emissores, se possui ou não cobertura pelo Fundo Garantidor de Crédito,  

O yubb:
  • é um buscador de investimentos,
  • é gratuito,
  • não é uma corretora,
  • não recomenda investimentos.    



Buscador de investimentos Renda Fixa


O Renda Fixa permite, de forma gratuita, a consulta de 12 tipos investimentos em renda fixa em 18 bancos e corretoras cadastradas na plataforma.

É possível levantar em segundos e com poucos cliques, as melhores aplicações em CDB, LCIs, LCAs, Letras de Câmbio, Debêntures incentivadas e não incentivadas, CRAs, CRIs em bancos e corretoras como Órama, XP, Easynvest, Clear, Modal mais, Rico, bancos Máxima, Fibra, Indusval, Modal, BMG, dentre outros.

Diversos filtros também estão disponíveis no Renda Fixa. A partir de uma consuta aos CDBs mais rentáveis, por exemplo, é possível refinar a seleção para CDBs que acompanham CDIs ou os Pré-fixados ou, ainda, os Pós-fixados.

Com o Renda Fixa instalado, em dois cliques você descobre a Debênture que está pagando o IPCA+ 9,5% em 1400 dias ou a Letra de Câmbio a 123% do CDI em 2559 dias.

Tanto o yubb quanto a Renda Fixa disponibilizamgina na web e aplicativos para celular para a realização das consultas e pesquisas.


Qual é o melhor o melhor buscador de investimentos?  

Os aplicativos são tão fáceis de usar, gratuitos e amigáveis que minha sugestão seria a de se utilizar os dois.


Resumo da ópera:

Procurando buscador de investimentos em renda fixa para garimpar boas opções de aplicação? Baixe e acesse o Yubb e o Renda Fixa. 


O importante é comparar investimentos de mesma natureza. Aplicações com rentabilidades diferentes não costumam  ter a mesma liquidez nem o mesmo risco.


Veja também:

Montando uma Carteira de Investimentos 
Rentabilidade até  26% a.a.? Onde?
Investindo com Robôs? Vale a pena?
Rentabilidades