Desbancarização, melhores serviços e o Tesouro Direto

terça-feira, 6 de junho de 2017

Desbancarização, melhores serviços e o Tesouro Direto

Desbancarização é o processo de libertar o investidor para além das aplicações financeiras disponíveis nos grandes bancos. É ter produtos e serviços mais vantajosos à disposição. Soluções mais completas e personalizadas. 


Desbancarizacao liberdade financeira


Nessa esteira da desbancarização é que vemos surgir as fintechs, empresas atuando no mercado financeiro com uso intensivo de tecnologia da informação, e as suas soluções mais interessantes.  Temos fintechs oferecendo cartões de crédito sem anuidade, como é o caso do Nubank, de empréstimos ponto-a-ponto (p2p lending), como a Nexoos e a Biva, ou ainda disponibilizando investimentos automatizados (por ex. Vérios e Magnetis).   


Vivemos tempos em que corretoras, como a XP, Easynvest, Clear ou Rico, oferecem melhores produtos e melhores taxas que os grandes bancos. Cenário montado para os buscadores de investimentos brilharem: o yubb e o renda fixa, espécies de trivago e booking.com do mercado financeiro, popularizam os investimentos, dando mais transparência e visibilidade das aplicações financeiras aos pequenos e potenciais investidores. 


E por aí vai, a lista é extensa, já passam de duzentas fintechs, em diferentes estágios de maturação, atuando no mercado brasileiro.


Esse processo de desbancarização, de se oferecer melhores soluções para o investidor, é irreversível. Mas os grandes bancos não ficarão para trás:  

  • Bradesco e BB lançaram o cartão de crédito sem anuidade Digio para competir com o Nubank,
  • Itaú mordeu quase metade da XP, até então a corretora que mais fazia uso da palavra desbancarização.
  • Bradesco recém lançou o Banco 100% digital Next.
  • Itaú tem o seu centro de empreendorismo Cubo, dentre outras tantas iniciativas dos nossos bancões, intimados a se mexer e entrar na dança.  Ninguém vai largar o osso fácil. 

 

Ainda assim, o poderio dos principais bancos do país segue muito, muito grande. Um exemplo é o Ranking das Instituições Financeiras  do Tesouro Direto por Número de Transações de Investimento (abril de 2017).  Tal lista está disponível no sítio do Tesouro Direto.

 

Ranking Maiores Investidores no TD

  1. Easynvest
  2. Rico CTVM
  3. XP Investimentos
  4. Itaú
  5. BB Banco de Investimento
  6. Caixa Econômica Federal
  7. Bradesco
  8. Clear CTVM
  9. Santander CCVM
  10. Ágora CTCM 

 

Sobre o ranking:

A XP comprou a Clear em 2014 e a Rico em 2016. Um peixe maior apareceu: o Itaú adquiriu 49,9% da XP por 6,3bi de reais, com o compromisso de adquirir mais 12,5% da companhia em 2020. Ou seja, em três anos, as posições 2, 3, 4 e 8 terão um único dono.  O Bradesco comprou a Ágora em 2008, e ensinou ao Itaú tudo o que este último não deve fazer com a XP.  Posições 7 e 10 com o nosso bancão BRA.  Com o BB, Caixa e Santander respondendo pelas posições 5, 6 e 9, sobra a Easynvest, nesse playground dos bancões.  

 

Consultando outra lista do Tesouro Direto, a das instituições financeiras habilitadas, temos as taxas cobradas por instituição (dados de 01.06.2017), das quais destacamos:

  • BB: 0,50%
  • Itaú: 0,50%
  • Santander:0,40%
  • Caixa: 0,40%
  • Bradesco: 0,50%

Ou seja, muitas pessoas aplicam no Tesouro Direto por meio de grandes bancos, pagando taxas as quais poderiam não estar pagando, haja vista que muitas corretoras não cobram (como a Easynvest, por exemplo).  Até mesmo os desavisados que iniciaram suas aplicações no TD por meio desses bancos, poderiam realizar o procedimento de portabilidade da custódia dos títulos, sem precisar resgatá-los num processo rápido, fácil e indolor.   

Enfim, os grandes bancos, mesmo sendo ruins e caros, ainda conseguem se manter intermediando investimentos de forma a desafiar a racionalidade, seja por inércia, seja por desconhecimento do investidor médio. 

Agora voltando às startups fintechs, o futuro talvez não seja necessariamente o do embate contra os grandes e tradicionais bancos: As startups tem ideias e precisam de dinheiro, os bancos tem dinheiro e precisam de ideias.  Desse "casamento" de ativos, diversos desdobramentos podem surgir.

 

Programa de Pontos Nubank em fase final de testes, veja se vale a pena

Nubank Programa de Pontos


Leia também:

Nubank ou Digio, o duelo dos cartões sem assinatura 
Nubank e o desconto à vista
Debêntures, o que são e como investir
Como abrir uma conta digital Intermedium

Tesouro Direto e as taxas do BB, Itaú e Bradesco




2 comentários:

  1. Interessante. Temos q ficar atentos a essas aquisições feitas pelos bancões

    ResponderExcluir
  2. Interessante. Temos q ficar atentos a essas aquisições feitas pelos bancões

    ResponderExcluir