Game of Thrones e o mundo dos investimentos

sábado, 26 de agosto de 2017

Game of Thrones e o mundo dos investimentos

E se cada personagem do Game of Thrones fosse um investimento? 

John Snow, Os Lannisters, Ramsey, Daenerys ..., que aplicações os representam? 



A senhora Arryn do Ninho das Águias, sempre se sentiu muito segura, talvez mais até que todas as outras pessoas dos demais reinos. Fazia o feijão com arroz na sua vidinha pacata até que... foi morta.

A Senhora Arryn foi uma boa representante da Caderneta de Poupança na série.

Ramsey, everybody hates Ramsey.  Legítimo representante das pirâmides financeiras. Aquilo que, cedo ou tarde, todo mundo só tende a odiar.

Os Lannisters sempre pagam suas dívidas.  Acreditas no nome? Então invista neles. Assim são as Debêntures dos sete reinos.

Os Greyjoy. Pela estabilidade e tradição, sempre vale a pena tê-los em sua Aliança ou em sua Carteira de Investimentos. Os homens da Ilha de Ferro são os CDBs da fantasia de George Martin.

Arya Stark, coleciona fãs na mesma medida que desafetos. Vai crescendo e ganhando importância, mas até quando? Arya Strak faz as vezes do Bitcoin no romance.

Daenerys, vai de aspirante a rainha a prisioneira. De mulher do chefe a viúva. Mãe dos dragões a abandonada por estes... As quedas da Nascida da Tormenta são homéricas, tais quais suas ascensões. Daeny são Ações num mercado tortuoso.

John Snow, já sabe o seu fim, até lá ele seguirá sofrendo a marcação a mercado, as vezes um pouco melhor, as vezes um pouco pior, mas sempre avançando, devagar e sempre.  John Snow, o Tesouro Direto IPCA+ da série.

Numa carteira de longo prazo, uma aliança Tesouro Direto e Ações é sempre bem vinda. Será que a arte imitará a vida numa aliança Gelo e Fogo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário